In diagnóstico

Um soco na cara


Hoje é dia nove de março de 2017 e como o Miguel ainda não fala nenhuma palavra, resolvi leva-lo em uma consulta com uma outra pediatra. A Dra. "Atual" disse que é normal esse atraso e que devemos esperar até os três anos, mas quem é que confia em um médico que está sempre ausente, sempre desmarcando as consultas e sempre não solicitando nenhum exame? Prefiro confiar na minha intuição, ela costuma falhar menos.

Na minha família existem muitas pessoas com problemas na fala: gagos, surdos e mudos, disléxicos etc. Minha mãe disse que meu irmão só falou com três anos de idade, eu mesma era muito gaga quando mais nova, talvez por isso, eu esteja tão calma pelo fato do Miguel não falar nenhum palavra.

Depois de um exame clínico de uma hora, a nova pediatra resolveu que era hora de me "esbofetear" com uma noticia: "mãe, seu filho é autista."

...

Acho que esses três pontinhos já ilustram a minha reação.

Eu apenas dei um sorriso amarelo, ouvi atentamente tudo o que ela disse, mas parece que eu estava em transe, o filme abaixo é exatamente como eu me sentia: além da imaginação.


Apesar de ser um transtorno comum em crianças mais do que HIV e câncer eu nunca tinha parado para pensar o que isso significava.

Pensei: "meu filho não tem cara de autista..." mas, assim como muitas pessoas, eu estava confundindo o autismo com a Síndrome de Down e não, não transtornos distintos.

Quando contei para o meu marido, ele reagiu de forma cinematográfica: chorou, abraçou o Miguel e se lamentou, mas no fundo eu sei que ele estava apenas querendo me dizer que "sentia muito, mas não fazia ideia do que isso significava". É claro que a culpa foi minha, por eu ter contado com a voz embargada e confusa, ele entendeu que era algo sério e deveria reagir assim, mas ele não sabia o que o autismo representava.

Contei para a minha mãe e para o meu irmão e eles me disseram que eu estava LOUCA, me disseram que eu estava inventando "doença" para o menino, só que com outras palavras. Ou seja, foi péssimo!

Enfim, terminei o dia de hoje confusa e com a sensação de que coisas vão piorar.


Acho que você vai amar ler esses também:

0 comentários:

Postar um comentário